Startups

Existem tipos diferentes de SaaS (Software as a Service)?

saas
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Sim.

Descobri que empresas de SaaS podem ser divididas em diferentes categorias.

O conteúdo que foi base e motivo por ter criado esse post veio da Newsletter do Lucas Abreu, Sunday Drops, a qual recomendo fortemente para todos os interessados no mundo de Startups e Venture Capital.

Para quem não é familiarizado com o assunto, SaaS quer dizer Software as a Service ou Software como Serviço e faz parte da nova economia, um novo jeito de criar, gerir e contabilizar uma startup.

Para aprofundamento, recomendo o famoso artigo “Métricas Saas 2.0 – Um guia para medir e melhorar o que realmente importa”: www.forentrepreneurs.com/pt-br/saas-metrics-2

De qualquer forma, essa categorização de SaaS é útil para evitarmos botar tudo que é Software por assinatura numa mesma “gaveta”. Acredito que especificar sempre torna as coisas mais claras.

Os 4 tipos de SaaS são:

1.SaaS de Consumo

-São serviços de assinatura anuais ou mensais feitos para consumidores finais

-Exemplos: Netflix, Spotify e Globoplay

2.Bottom-Up SaaS

-Serviços self-service de software, ou…

-…Softwares em PLG (Procuct Led Growth – Produtos que você usa de graça em um formato limitado por exemplo, e normalmente começa a pagar após ter adotado o produto no dia a dia)

-Exemplos: Slack, Notion, Figma, Zoom.

3.SaaS focado em SMBs e MidMarket

-No bom português, SMBs: Pequenas e Médias Empresas

MidMarket: Empresas Médias

-Exemplos: ActiveCampaign, Zendesk, Omie.

4.Enterprise SaaS

-Solução para empresas grandes, normalmente >1.000 funcionários

-Exemplos: Salesforce, D1, Zup, Unico, Workday

.

As perguntas que ficam para os empreendedores SaaS é:

  • Qual categoria de SaaS sua startup se enquadra?
  • Quem serve como referência-bench-case para vocês?
  • Quais empresas provavelmente passaram por desafios parecidos com o seu?

O que não fazer (e que vejo muita gente fazendo)?

Ao querer “beber da fonte de outras Startups”, se envolver em consultorias, benchs, mentorias, cases, palestras do case de empresas que possuem modelo de negócio tão diferente a ponto de você provavelmente não conseguir aplicar quase nada para seu desafio – apenas “se inspirar”.

Faça contatos com pessoas de Startups que sejam verdadeiramente úteis para seu negócio e ganhe tempo por ser mais certeiro, especialmente no early stage.

Até a próxima!